Avianca registra 84% em taxa de ocupação em 2015


vianca

Para algumas companhias aéreas, a crise é um momento para recuar ofertas e investimentos. Para a Avianca, a crise econômica se tornou um momento de oportunidade. Somente no período de janeiro a maio deste ano, a companhia aérea obteve uma taxa de ocupação de 84%, segundo dados da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac). Além disso, também obteve crescimento de 17% na receita de passageiro por quilometro (RPK), enquanto a indústria de aviação ficou na casa dos 4%. Atualmente, a Avianca está em 24 aeroportos de 22 destinos com mais de 200 voos diários. Com tarifas muito em conta, como por exemplo, de São Paulo para Curitiba na média de R$250, a companhia se destaca no Brasil. Quando questionado sobre se o valor baixa das passagens poderia prejudicar as outras companhias, Tarcisio Gargioni, vice-presidente comercial da Avianca, explicou que a empresa não tem como filosofia a tarifa baixa. “Oferecemos bons serviços e não somos a companhia que determina o preço. Quem determina é a companhia líder”, disse. Para ele o crescimento acelerado da companhia é o resultado das mudanças dos últimos anos. “Em 2002 fizemos nosso primeiro voo regular, em 2008 unificamos nossa frota - na época tinhas operação em 56 destinos e seis tipos de aeronaves. Fizemos uma reestruturação e apreendemos com os erros e em 2014 tivemos um crescimento acelerado”, afirmou. Ao que indica os investimentos, a companhia pretende continuar crescendo. Desde 2010, a Avianca já investiu R$2,7 bilhões na renovação de sua frota que quando totalmente concluída deverá aumentar em 15% a oferta de assentos. Além disso, nos últimos anos a companhia modernizou tecnologia para sua entrada na Star Alliance - que ocorreu em julho.

Fonte: M&E

Imagem: facebook.com/AviancaBrasil


Parceiros
Parceiros_Rumo dos ventos.jpg

Consultoria e Treinamento

Destaques
Posts Recentes

FlyUp Turismo © 2019